Lollapalooza São paulo 07 e 08/04/12

Mais um festival com minha presença confirmada, não, eu não poderia faltar deste evento bem organizado e conhecido pelo planeta todo. Confesso ter ido no sábado não só pelo Foo Fighters, banda essa que marcou muito minha adolescência, mas também pelo ícone da posição feminina no Rock, Joan Jett, foi um final de semana aventureiro.


Dia 1 – Sexta-feira, dia da retirada dos ingressos. Depois de uma bela caminhada até o metrô, descemos na estação Butantã, nova e com um lindo ar condicionado, e fomos a pé até o ponto de retirada dos convites, ficamos abismados com tamanha organização, logo na entrada eram pedidos os documentos para a confirmação, tudo certo, fomos ao primeiro guichê, 1 minuto de “espera”, fomos encaminhados ao segundo guichê, mais 1 minuto, PRONTO, já estávamos com os convites em mãos. Bingo, agora era só esperar mais algumas horas, que seriam rápidos demais pra quem esperou em torno de 2 meses.


Dia 2 – Sábado – 07/04/2012 – O dia do Foo Fighters, filas quilométricas estavam postas aos portões de entrada, muitos Daves Grohls, muito policiamento, muita gente perdida, e é claro, fui uma delas. Ao entrar, me reencontrei com os amigos no show do Rappa, que animou a galera, principalmente na hora que tocou Rage Against The Machine. Com o sol quente sobre nossas cabeças, resolvemos esperar pelo 2º show mais esperado, Joan Jett.
O show começou pontualmente, e a mulher realmente tem presença, atitude e arrasa no palco. Tocou músicas novas, músicas de sua primeira banda, The Runaways, e músicas conhecidas de sua carreira com a banda The Blackhearts, que a acompanha há anos.
O único “problema” do primeiro dia foi ter colocado o show do Foo Fighters logo após o da Joan, acabamos não vendo o final do show, para poder garantir um lugar que pudéssemos, ao menos, ouvir direito ao FF. Quando entramos, o número de pessoas no local era enorme, agora então, com o ultimo e mais esperado show do festival, era impossível achar alguém, ou conseguir “ver” ao show. Fomos parar em baixo de um telão, não conseguindo ver nada do palco, e com as caixas de som, apontadas para todos os lugares da arena, menos para o nosso… Sendo assim, não conseguimos nem ver, nem ouvir direito ao show. Agora você me pergunta se eu não iria, se eu não gostei… A resposta é única, SIM, para todas elas, faz parte de um festival você passar por todos esses “perrengues”, se fosse tudo perfeito, não teria graça alguma. A volta para casa foi a parte mais difícil, depois de ficar de pé por horas a fio, tivemos que andar por mais alguns minutos para poder conseguir pegar um taxi. O banho, a chegada em casa e era tudo que precisávamos.

Dia 3 – Domingo – 08/04/2012 – O Dia dos frios Arctic Monkleys.
Particularmente, foi o dia que mais gostei, ao chegar, pegamos o show do Gogol Bordello, que levantou as pessoas e a poeira do chão, pura animação, vinho e bigodes.
Às 16 horas fomos ao show do Friendly Fires, show que eu estava esperando há tempos, fiquei surpreendida com tanto carisma, rebolação, suor e musicalidade. Os caras conseguiram ser mais que fiéis quanto ao som. Foi caloroso, lindo, acredito que, que nem eles esperavam tanto do público brasileiro.


Às 19 horas foi a vez do Foster The People, a banda “aposta” do ano, confesso que depois de ter visto um vídeo ao vivo dos caras no Multishow, não gostei da voz e achei muito morno pra ter tamanho prestígio. Fui ao show, mais pela espera do Arctic, e não é que o Foster é mesmo incrível no palco? Os garotos tem presença, carisma e talento, com roupas de meninos “do bem”, souberam levantar e fazer inúmeros fãs no festival, cantaram o maior hit de seu cd, a música “Pumped Up Kicks” e com certeza, fizeram outras músicas virarem hit, exatamente pelo fato de souber como animar o público cansado, depois do dia de muito sol e da noite com garoa e ventos frios e cortantes. Foi tanta empolgação, que não conseguimos lembrar que havia chuva.
O ultimo show do festival, Artic Monkeys, fizeram um show sério e concentrado, sem muita conversa, sem muita risada. O segundo show da banda no país foi regrado de músicas novas e músicas antigas, uma comemoração e lembrança do que foi em 2007. Alex, com seu topete soube ser o típico inglês balsé, mas nem por isso, deixou com que lembrássemos do frio e do cansaço.
A segunda-feira nos bate a porta, a rotina permanece, mas vivemos para isso, para as lembranças, para a realização de que podemos esperar e obter sempre mais de nossas vontades…

Colaboradora: Marília Denobre (estudante de publicidade e DJ)

Anúncios

4 comentários em “Lollapalooza São paulo 07 e 08/04/12

  1. Camila Faria disse:

    Que delícia! Queria ter visto o Foo Fighters, que já ao vivo e foi maravilhoso! Muito legal esses festivais!

  2. viihrs disse:

    Nossa, deve ter sido um máximo! 😀
    Um amigo meu foi e adorou ter participado!

    ;*
    @viihrs
    @SubindoNoSalto
    subindonosalto.com

  3. andysantana1 disse:

    Oie

    hoje eu recebi um email de uma estudante de Londrina que está realizando
    pesquisas para o seu TCC e o foco é moda masculina com mídias sociais.

    Rapazes que conhecem e gostam de moda e utilizam blogs e outras ferramentas
    para se informar e formar opiniões. Se vc puder ajudá-la, acessando o link que
    estou enviando e respondendo o questionário.

    É sempre bom ajudar os novatos.
    Beijão.

    https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGtmRldCOE5wenR5eUlfVVlqMnZhdnc6MQ

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s